2017 – O ano do “Nunca pensei que isso fosse acontecer “

Quase um ano depois, vamos de texto novo…

Um dos meus últimos textos falava sobre travessias. Falava sobre a necessidade de mudarmos de novo. MAL sabia eu a avalanche que estava chegando na minha vida. Daquelas de arrancar todas as raízes. Daquelas que você olha e fala: Senhor, SOCORRO!

Terminei meu noivado, Matheus precisou voltar para a medicação (depois de anos) e fui demitida. Só essa linha, já é suficiente para desestruturar qualquer criatura sã, calma, centrada e com o senso de resiliência ligado 24 horas do dia ….

A verdade é que mudança assusta, mas nos impulsiona a olhar para frente de uma forma que o comodismo do dia a dia, nos impede. Esse dia a dia nos torna mornos. Ficamos céticos. Perdemos o interesse de inovar. Não sabemos mais se somos capazes de passar por novas experiências. Muitas vezes esquecemos de dizer o quanto as pessoas são importantes. Perdemos tempo com bobagens.

Mudanças nos tiram da nossa zona de conforto.

Por aqui, nosso descontrole emocional veio com a chegada das férias de janeiro de 2017. Férias é o pesadelo das famílias de crianças especiais. Sem rotina. Sem atividades. Pras mães que trabalham fora então, é o caminho pro desastre. Quase 2 meses do seu filho “mergulhado de cabeça” no ipad. Foi aí que o médico que acompanha o Matheus decidiu medicar ele.

Remédio, independente do que trata, tem sempre ônus e Bônus. Os ônus para a medicação psiquiátrica, são reações. Os bônus, nesse momento são imensuráveis (mas eu vou tentar resumir). Passamos ilesos pelo mês da adaptação, que em 3 meses foi ajustada. E hoje é nosso ponto de referência para todas as possibilidades de vida que o Matheus têm e estava preso a não se aventurar nelas, por todas as limitações que o autismo causa nele…. o medo do novo, o problema com barulho, a insegurança que ele mesmo tinha consigo.

Passamos de fase! Quase 1 ano depois. E Hoje, eu posso dizer: Ele se permite. Ele se mete onde acha que não dá. Ele aceita. Ele reage positivamente e verbalmente a tudo o que precisa se posicionar. FIM. Não preciso dizer mais nada, não é? Sim, nada é tão bonito assim. Temos muitos momentos difíceis. Mas todos agora, são superados de uma forma MUITO mais branda.

Em relação à mim, me lembro quando fomos na entrevista da escola atual do Matheus, aliás lembro como se fosse hoje, a frase da diretora para gente. Aqui, Matheus é mais do mesmo. Trabalharemos todas as suas qualidades. Incentivaremos isso. Nos dedicaremos para aperfeiçoar as suas habilidades. E tudo o que for negativo, a gente vai cada vez olhar menos, para que essas características se extirpem. E foi assim que eu, depois de 2 meses desempregada, consegui meu emprego atual. Sim, estou empregada, trabalhando MUITO e hoje, aperfeiçoando as minhas qualidades e habilidades. O que for ruim, vamos olhar cada vez menos, para ser extinguido.

E já que é Thanksgiving…  Porque não agradecer?

FB_IMG_1511440353184

O Maior agradecimento desse ano é do Matheus. Porque essa dupla que criamos, vai chegar na LUA. Imensuráveis foram as vezes que ele me pegou chorando, sentou perto de mim e ficou ali, como quem me dizia: Aguenta firme aí.

Muitas vezes ele, do jeito dele, brigou comigo: Não Mia ! Como se dissesse, já deu né mãe? Se recomponha, por favor….

Outras vezes, foram beijos e abraços e muitos sorrisos olhando dentro dos meus olhos e diretamente para minha alma.

Sim, eu sinto a todo instante o amor dele e o apoio que ele me dá, quando eu me desvirtuo, momentaneamente, do meu foco.  E quer saber, nenhum conselho dado, nenhuma palavra dita, nada me faz sentir tão forte e tão confiante que eu vou conseguir tudo o que almejo. Que nós vamos sair lá do outro lado do túnel. E que se estivermos juntos, tudo fica mais fácil.

Foi um ano totalmente dedicado a ele e a mim mesma. Pro nosso crescimento. Pro nosso desenvolvimento. A construção do nosso futuro.

E gente, que ano incrível. Preciso terminar dizendo que foi muito dolorido, mas foi um dos anos mais incríveis da minha vida. Ano de realizações. Ano de muitas perdas, mas de conquistas imensuráveis pra mim e pra ele.

Sem hipocrisia alguma, sou GRATA a todos que entraram na minha vida e se foram, foram eles que me transformaram na mulher que eu sou hoje. Só ficou, quem realmente tem capacidade de estar ao lado de alguém que não tem limite para crescer, evoluir e nem tem medo de mudar.

À você, meu filho, que ano duro foi esse, hein? Obrigada, meu amor, por ser meu apoio e suporte em tantos momentos que a mamãe desabou e não sabia que rumo tomar. Sem você, teria sido muito mais difícil. Mas olha só que coisa boa…. estamos caminhando pra frente. Sempre. Te amo meu príncipe!

Happy Thanksgiving  for all !!!

Anúncios

One response to this post.

  1. Gis, que ano de superaçoes! Vc é Matheus são demais! Bjao e grata por esbanjar toda esta energia positiva.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

TodosSomosSemelhantes

Um pouco mais sobre a nossa vida...

Lagarta Vira Pupa

Maternidade atípica, autismo, amor.

Uma voz para o autismo

Um pouco mais sobre a nossa vida...

%d blogueiros gostam disto: