Enquanto alguns dormem…. E viva o 02 de Abril (2017) !!!!

Esse é o nosso sétimo ano de autismo.

Há 7 anos eu escrevo sobre esse tema, no famoso dia 02 de Abril, que é considerado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo.

Esse ano, uma campanha me chamou a atenção. Se a cada 45 pessoas uma tem autismo, as outras 44 podem fazer alguma coisa. É exatamente isso!!!

Nenhuma família pede que vocês façam nada para aliviar nosso dia a dia, entendemos que essa é nossa responsabilidade. O que buscamos é compreensão, amor, cuidado, carinho e um olhar com menos julgamento.

Nessa nossa caminhada, temos sempre ciclos. Em cada um deles, alguém se faz presente e nos apoia. Seja com a Moça que fica com ele meio período, seja com os profissionais que a cada ciclo entram em nossa vida e nos ajudam a evoluir, seja com a minha mãe, que em todos eles se faz presente o máximo de tempo que ela pode.

Ano passado escrevi um texto que falava sobre a importância da família em nossa vida, mas na última hora decidi não publicar… O que não acontecerá esse ano… risos!

Matheus foi uma criança muito esperada. Desejada. Planejada. Desde que nasceu tinha amor de todos o tempo todo…. nossa casa era cheia de visitas! E então veio o diagnóstico. Que em momento nenhum mudou quem ele é. Muda sim, a forma como vemos as reações dele para muitas situações. Muda a forma como aceitamos ou não uma birra. Muda como planejo uma saída com ele, tentando entender se o lugar que vamos tem ou não muitos estímulos, pelos quais ele não suportaria passar. Muda a forma que eu me organizo para uma saída de casa. Muda como, infelizmente, as pessoas olham pra ele, e para muitas crianças com dificuldades.

Nossa jornada de 7 anos, se resume a minha mãe, meu ex marido, a babá dele e Eu. Todos os outros personagens são passageiros e sem nenhum compromisso em ajudar ele a crescer.

Se em todos os anos e durante o ano eu escrevo dizendo que esse dia é uma forma de ajudar a todos a se conscientizar sobre a necessidade dele (s) em conviver em meio a sociedade, ser aceito e também estimulado, parece que há alguma coisa errada….. Na verdade, não há não. Essa é a realidade de MUITAS famílias. Sim, quem pariu Matheus que o balance. É fato. Mas se a gente sabe que o próximo precisa de apoio, porque não olharmos a situação com outros olhos?

Eu li um texto de uma pessoa do Facebook essa semana, que acrescenta muito ao sentimento que essa data representa pra mim:

“Imagine o seguinte cenário:

Você e uns 10 amigos foram viajar juntos. Alugaram uma casa.

Chegaram, passaram o dia juntos e foram dormir. Cada um no seu quarto.

No dia seguinte, algumas pessoas acordaram bem cedo. Outras ainda estão dormindo.

Você acha que essas pessoas que acordaram mais cedo são mais evoluídas que os que ainda estão dormindo?

Elas apenas acordaram mais cedo. Talvez tenham acordado mais cedo porque têm o hábito de acordar cedo. Ou porque estavam descansadas. Ou porque dormiram muito mal. Ou porque o quarto em que estavam tinha muita claridade.

Elas não são melhores que ninguém.

Agora o que aconteceria se elas tentassem acordar os demais?

Eles iriam se irritar, iriam se incomodar, iriam brigar, não iriam descansar o tempo que precisavam.

E eles não são menos evoluídos. Você não sabe o que se passou com eles. Talvez tenham tido uma semana difícil. Podem estar com o sono acumulado. Podem ter ido dormir bem mais tarde que os que acordaram cedo.

O que os que acordaram mais cedo devem fazer entao?

Apenas seguir seu dia.

Começam a fazer o café da manhã, limpar a casa, preparar a programação do dia. Começar a organizar o que querem fazer.

Podem pensar nos outros e deixar o café da manhã pronto para todo mundo e já pensar nas possibilidades do dia para consultar os demais quando acordarem.

Assim, quando o outro acordar, vai se sentir cuidado. Vai sentir que está entre amigos. Vai sentir que aquela viagem é a viagem que, de fato, gostaria de fazer. Vai sentir que está no lugar certo.

A vida desses que acordaram mais tarde pode ficar um pouco mais fácil se aqueles que acordaram mais cedo prepararem o cenário…

E é assim que eu vejo o despertar da espiritualidade.

Talvez você sofra por enxergar um mundo que as pessoas ao seu redor não enxerguem.

Talvez você queira muito que as pessoas próximas de você vivam a mesma coisa que você vive.

Talvez você queira que elas se abram pra algo maior.

Mas elas ainda estão dormindo.

E se você tentar acordá-las, vocês vão brigar.

Deixe essas pessoas onde elas estão.

Continue seu trabalho sem querer trazer ninguém junto. Faça a sua parte e cuide da casa. Cuide do seu entorno e do que lhe é possível fazer.

E lembre-se de que você não é mais evoluído que ninguém. Estamos todos no mesmo jogo. Apenas acordamos mais cedo…

E daqui a pouco, todo mundo vai acordar. Sem exceção.

Quando o sol começa a bater forte, a luz entra nos quartos e não tem como continuar dormindo.

E é isso que está acontecendo agora.

A luz vem vindo com força. Logo logo todo mundo acorda. E quando eles acordarem, a gente já vai ter feito um monte de coisa pra facilitar a vida deles e nos divertirmos juntos nessa viagem… “

Sendo assim, vamos à parte pratica e que realmente gera informação para que no futuro, mais pessoas possam compreender essa síndrome: Sabemos que o Autismo é uma síndrome complexa, neurológica, sem causa conhecida e sem cura. É uma síndrome de espectro, e isso quer dizer que existem muitos graus de comprometimento e habilidades. Se caracteriza por dificuldade no desenvolvimento emocional, e de co-regulação emocional.

O Autismo afeta 3 áreas importantes: Comunicação, Interação Social e Comportamento. Muitas crianças também apresentam dificuldades motoras e sensoriais.

Meu único desejo nesse 02 de Abril de 2017, é de fato que as mudanças possam ocorrer nas pessoas. Que o bem que façamos possa ser retribuído. Que entendamos de uma vez por todas as responsabilidades que nos cabem e também que o mundo dá voltas. Ele é redondo. Acreditem.

E quanto à você meu filho, eu sonho pelo dia que você conseguirá se comunicar conosco, de forma tal, que não se sinto incomodado ou bravo, por não conseguir nos dizer o que esta sentindo. Eu desejo de todo o meu coração que você possa cruzar com pessoas de bom coração pela sua jornada e que todo esse seu carisma te leve ao mundo! Eu já sei que você sabe, mas eu vou repetir isso até o último minuto que estiver ao seu lado: Estou aqui, por você, para você e com você. Em tudo. E nada nem ninguém, mudará o nosso foco de conseguir realizar nossos propósitos ! Amo você minha preciosidade!

(Meu próximo texto, trará as fotos de todas as pessoas que de alguma forma, tentaram mostrar ao mundo um pouco mais sobre o autismo)

Com carinho, gratidão e amor!

Mamãe

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

TodosSomosSemelhantes

Um pouco mais sobre a nossa vida...

Lagarta Vira Pupa

Maternidade atípica, autismo, amor.

Uma voz para o autismo

Um pouco mais sobre a nossa vida...

%d blogueiros gostam disto: