Derrubando MITOS !

1)      Nem todos somos Einsteins, nem por isso, somos incapazes de aprender.

Toda vez que eu comento que o Matheus tem autismo, alguem comenta: Ah nao tem problema, todos eles sao Gênios, não é mesmo?

Não é isso que me preocupa !!!!!  Me preocupa, ele conseguir acompanhar sua turma, ter amigos e conseguir conviver com as pessoas que convivo! De que adianta ser gênio e sozinho??

2)      Nós não estamos isolados no “nosso mundo”, mas nós compartilhamos o mesmo mundo. Nós só precisamos de tempo para “adaptar” e é mais fácil com a sua ajuda.

Essa é outra coisa que me incomoda MUITO. Matheus nao vive no seu mundo! Todo mundo fala que ja ouviu falar que autistas vivem no seu mundo.

NAO, matheus vive no nosso mundo, esta inserido nas minhas rotinas, e faz parte do MEU MUNDO! Claro que devido ao estímulo de cada local, ele precisa se equilibrar e isso se dá, muitas vezes, de uma forma que parece “estranho”, mas é a SUA forma de expressar seus sentimentos. Seja com o flap das mãozinhas, seja emitindo sons e muitas vezes andando.

3)      Nós não temos deficiências, mas temos nossos pontos fortes e fracos como todas as pessoas

SIM, eles sao pessoas. E pessoas tem suas dificuldades. O ponto forte do Matheus é que ele é muito risonho e querido. E com isso, conquista sempre muitos amigos e ganha muito carinho.

O ponto fraco dele, esta na sua alta sensibilidade sensorial.

4)      Sentimos e somos capazes de expressar sentimentos. Nao somos intocáveis.

Outra coisa, que me deixa triste, é que após anunciado o nome AUTISMO, todos ficam sem reação, com medo da criança LINDA que ele é. Ele expressa sempre tudo o que sente. Bate palmas quando percebe que vai ganhar algo que queria, chora quando se sente triste ou quando levou uma bronca, grita quando esta feliz e range os dentes quando esta muito confuso emocionalmente.

5)      Dizem que nao falamos, embora saibamos que existem varias formas de se comunicar. Alem disso, muitos de nós falamos SIM.

Grande é a incidencia de crinaças com autismo que nao falam, ou melhor verbalizam.

Matheus ainda é nao verbal. MAS sua comunicação melhorou 100% depois que começamos a terapia ABA com ele. Antigamente era muito dificill entender suas reações e a forma com expressava suas vontades. HOJE, sabemos 100% o que ele quer e quando algo o incomoda.

Vocês acham que ele nao fala?

6)      Todos somos capazes de aprender e alcançar metas

Esse é o meu calcanhar de aquiles!

Alem de ser nao verbal, ainda nao escreve, nem em legtras cursivas, muito menos em letras de forma. Seu universo ainda esta em torno das cores, pareamento e colagem.

Nao posso afirmar que ele nao saiba as leras do seu nome, ou os numeros, mas posso afirmar que isso hoje pra ele, nao tem importancia e nao se faz necessário.

7)      Quem diz que nao podemos compartilhar das mesmas brincadeiras e da mesma classe de crianças “normais” ?

Matheus é a PROVA viva disso. COMO ele ama brincar na escola de pega pega com as crianças. Tem aprendido a curtir o parque tambem. Aos poucos, temos estimulado seu mundo de brincadeiras para que ele participe cada vez mais das atividades em grupo, inclusive das brincadeiras!

8)      Meus irmãos e irmãs não terão o autismo se ja existir um caso na família. Podemos ser gêmeos, gêmeos de um pai diferente e mesma mãe ou vice-versa, maiores ou menores, mas às vezes existem vários casos em uma família.

BEM, isso pra mim é mais do que claro.

Eu sempre quis outro filho, principalmente depois do diagnositco. SEMPRE. Tenho certeza absoluta que um segundo filho, seja ele com autismo ou nao, estimula, ajuda, dá a oportunidade diaria do irmão o imitar, beija, abraça, dorme junto, essas coisas que só irmãos fazem!

A teoria diz que:

Uma pessoa tem austimo se, os genes do pai e mae sao fortes o suficiente para iniciar o processo do autismo por si só;

Uma pessoa tem autismo se, o gene do autismo esta em seu corpo ou cérebro, se preferirem, e algum gatilho externo o starta.

De qualquer forma, no meu caso, terei outro filho se casar de novo, com certeza!

9)      Meu autismo não é devido a vacinas infantis. As causas são desconhecidas, mas tudo aponta para razões genéticas

Sinceramente, não ha estudos que comprovem essa teoria que todos acreditam. Nao preciso dizer mais nada, né?

10)   Foi terrível saber que a falta de afeto dos pais (a “mãe geladeira”) causava autismo.

O autismo NÃO é culpa da mãe ou do pai! A tendência é que, após inumeras tentativas de brincar, chamar, conversar, sem sucesso, alguns pais parem de tentar. Até que descubram o diagnóstico, vivam o luto e daí pra frente, tentam TODOS OS DIAS.

11)   Que ninguém diga que somos antisociais ou que nao sofremos: rimos, choramos e brincamos, somos bons e maus …. Nós somos, como você chama Isso…. Filhos / as?

Quem escolhe ter um filho em sua vida, deve estar preparado para birras, noites sem sono, comida fria, ter que ir embora apesar de ter acabado de chegar, brigas na escola. Alguma coisa do que eu falei aqui, é diferente para crianças normais ou autistas? Creio que nao.

12)   Deficiência intelectual? Pois me fale alguem que você conhece que pode executar cálculos matemáticos em segundos, quebrar o papel com extrema precisão, que reconhece um som bem distante, consegue adivinhar palavras em um jogo como a forca, que pode resolver equações sem nenhum conhecimento prévio. .. Isso sim é ser especial.

Uma caracteristica especial do matheus é a sua memória. Brinco que ele tem memória de elefante. Se ele dormir com alguma coisa na mao, e eu tiro quando ele dorme, ao acordar a primeira  coisa que faz é buscar incessantemente o objeto que estava com ele.

Outra coisa interessante, é que quando começa um desenho e ele sabe que tem em casa, corre pra gaveta de DVD´s e pega a caixa do desenho. Me impressiona que ele ja sabe qual é o desenho, mesmo nao tendo começado ainda.

13)   Agressivo? Como vc age quando mexem com seus nervos? Grita, protesta… você se recusa a responder reflexivamente, certo?  Pois nada mais do que isso é a minha verdade tambem!

Matheus definitivamente NAO é agressivo. Assim como nós, tem seus momentos de raiva e expressa isso.  Quer deixar ele irritado? Nao de comida quando esta com fome, obrigue ele a ficar num local com muito barulho. Pronto, você mexera com os nervos dele….Simples assim, comum como qualquer outra pessoa.

14)   Infância permanente. Muitas vezes, falamos de crianças com autismo, mas raramente em adultos com autismo. A sociedade precisa conhecer e entender as crianças e os adultos afetados pelo autismo.

SIM, temos muitos adultos autistas. E eles sao adultos, nao sao “bobos” como imaginamos. Pode ser que eles tenham alguma esteriotipia, mas compreendem e sentem tudo o que devem sentir.

15)   Ter autismo é seguir rituais, ter esteriotipias.. Nos gostamos de ser metodicos e ordenados, mas sabemos raciocinar e como todos, CRESCEMOS.

Sim, eles sao de fato mais metódicos, e tem esteriotipias. Mas isso nao os define como pessoas !! Eles tem lógica nos seus movimentos, entendem o que estao fazendo. E SIM, se estimulados desde cedo, amadurecem. O principal estímulo é a experiência. Nao consigo imaginar algo diferente disso para definir como aprendemos as coisas. Atraves da experiencia, podemos compreender o que sentimos e controlar essas emoçoes. Pra eles, pode ser dificil viver uma experiencia nova. Mas nada diferente disso, os ajudara mais.

Acima, uma foto dele conseguindo passar pela ponte da escola🙂

2 responses to this post.

  1. Posted by Nilda Nogueira on 20/03/2012 at 11:02

    Lindo amiga!! Parabéns!!!

    Responder

  2. Posted by Renata Oda on 21/03/2012 at 2:18

    Adorei muito, Gi! To compartilhando. Bjao

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

TodosSomosSemelhantes

Um pouco mais sobre a nossa vida...

Uma voz para o autismo

Um pouco mais sobre a nossa vida...

%d blogueiros gostam disto: