Medicação, Um Mal necessário ?!?!

Desde o final de 2010 a psiquiatra nos recomendou iniciar com uma medicação para nos ajudar no contexto das terapias que estavam sendo feitas!

Sempre me recusei, porque li que daria reações, e morro de medo de reações… Já contei sobre o dia que ele teve reação ao leite e passamos horas, intermináveis, no hospital até que o processo acabasse.

Muito bem, me rendi a medicação com o intuito de me ajudar com:

  1. Noites de sono em claro
  2. Concentração para fazer as terapias
  3. Concentração para participar das atividades em sala de aula
  4. Sociabilização com amigos e pessoas novas
  5. E principalmente, para que pudéssemos ir a novos lugares e ele não se sentisse tão ameaçado.

Pra mim, vejam bem, pra mim, essa foi a melhor coisa que fizemos. De fato, Matheus teve saltos enormes após o inicio da medicação.

Saltos que se mantiveram, e foi bom ver que eu aceitei me desafiar e tentar.

Infelizmente com a medicação, seja ela qual for, vem as reações.

Estamos na segunda tentativa do mesmo remédio. Na primeira vez, ele tomou por 6 meses e engordou demais. O remédio que ele toma, Risperidona, faz um tipo de “capa” no sistema límbico do cérebro que ajuda com que os traumas ou sensações vividas, se escondam. Claro que novas virão e aí cabe aos pais ajuda-lo a passar por isso. Como se fosse uma coisa nova.

Entao, por conta do peso eu tirei o remédio. E todos as estereotipias do Autismo voltaram.

  1. Flap das mãos,
  2. Girar em torno de si
  3. Não aceitar ir a novos lugares, era sempre, SEMPRE, um escândalo
  4. Não participar de nada na escola

E lá foi eu tentar de novo…

Estamos na segunda rodada, já tem 6 meses de novo, e mais uma vez, saltos amplos, que me matam de orgulho, como pro exemplo a experiência do Parque Aquatico, mas o peso veio junto.

Estou pra voltar no Neuropsiquiatra dele e vamos trocar.

O que eu quero dividir com vocês, é que, por mais que nos assombre a ideia de que nossos filhos precisem de remédio pra ser mais “normal”, isso é necessário. Pelo menos hoje, talvez amanhã, ou quem sabe pra sempre.

Não me importa isso.

Quando voltei no medico pela segunda vez, ele me disse: “Prefiro um menino autista que tenha amigos do que um menino solitário. Vamos voltar com o remédio” , nossa, como aquilo me pesou !!!

Bom, se você luta por colocar seu filho com alguma medicação por medo, ou receio de algo, posso garantir que sempre teremos que usar armas para ajuda-los a viver conosco nesse mundo, que pra eles é tão confuso. Seja um reédio, um PECS, uma previsibilidade com um calendário, alguma coisa precisaremos fazer para que eles não tenham medo ou insegurança.

E eu, sim, hoje, sou a favor de que ele tome alguma coisa para que se sinta melhor.

O Futuro não me pertence. Quando ele chegar, decidiremos o que fazer.

Precisamos HOJE fazer o possível para que tudo ocorra da melhor forma possível.

AO INFINITO E ALEM !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

4 responses to this post.

  1. Posted by Renata Oda on 08/03/2012 at 1:08

    Você tem toda razão, amiga!
    Muda de cá e de lá mas o importante é que façamos tudo para que sejam felizes hoje e num futuro próximo.
    Bjão

    Responder

  2. Posted by Luciana Calaza on 07/05/2012 at 22:35

    Olá. Meu filho está tomando risperidona há um ano. Também relutei muito quando a médica disse que seria preciso medicá-lo. Mas também acho que foi um mal necessário, a gente passava noites em claro e ele chorava muito, estava sofrendo, de verdade. Mas ele também vem engordando. Eu não entendi se vocês trocaram de medicação ou voltaram com a mesma, me conta? Obrigada. Bjs, Luciana.

    Responder

    • Oi Luciana, estou diminuindo pra tirar e ver como o corpo dele reage…
      Me liga pra gente conversar…
      8325-9141
      Bjo
      Gi

      Responder

      • Posted by Luciana Calaza on 09/05/2012 at 0:13

        Qual a sua cidade? Sou do Rio. Tentei te ligar, mas não consegui. Bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

TodosSomosSemelhantes

Um pouco mais sobre a nossa vida...

Uma voz para o autismo

Um pouco mais sobre a nossa vida...

%d blogueiros gostam disto: